Lobo Fest – 9º Festival Internacional de Filmes Curtíssimos

Em sua nova edição, o evento, que faz parte das comemorações oficiais do aniversário de Brasília, traz programação ampliada com curtíssimos, curtas, médias e longas-metragens brasileiros e estrangeiros

Na noite de abertura, serão exibidos 20 curtíssimos e
Mindenki, curta húngaro, vencedor do Oscar 2017

O principal desafio do realizador de um curta-metragem é comunicar-se em pouco tempo. Quando a duração é limitada, diretores e equipe são instigados a encontrar soluções criativas para passar seu recado – seja uma abstração audiovisual, uma breve narrativa ou um pequeno documentário. Ao longo de sua trajetória, o Festival Internacional de Filmes Curtíssimos trouxe para Brasília uma amostra de como esse desafio é encarado por criadores brasileiros e estrangeiros, constituindo-se, com o passar das edições, num abrangente e diversificado panorama da produção curta-metragista contemporânea.

Em 2017, o evento chega com programação ampliada e novo nome. De 20 a 23 de abril, o Lobo Fest – 9º Festival Internacional de Filmes Curtíssimos ocupa o Cine Brasília com 185 produções nacionais e internacionais distribuídas em duas mostras competitivas e nove paralelas com curtíssimos, curtas e longas-metragens. Realizado com patrocínio do FAC – Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do Distrito Federal, o Lobo Fest integra as comemorações oficiais do aniversário de Brasília. Todas as sessões têm entrada franca.

Entre as novidades deste ano estão as mostras Competitiva Curtíssimos de Animação, antiga demanda de participantes do festival; NY Portuguese Short Film Festival, com um recorte do novo cinema português (entre eles, Os cravos e a rocha, sobre a passagem de Glauber Rocha por Portugal em plena Revolução dos Cravos); Veias Abertas, com dois longas-metragens colombianos; Do Outro Lado do Espelho, com curtas franceses e argentinos dirigidos por mulheres sobre questões do universo feminino; Magia e Encantamento, com animações francesas para assistir em família; e MUMIA – Mostra Udigrudi Mundial de Animação, projeto de Belo Horizonte que, via Lobo Fest, chega a Brasília.

A elas juntam-se sessões tradicionais do festival, como as mostras Narrativas Ousadas, Animamundo, Narrativas do Mundo, Curtas de Brasília e Competitiva Nacional de Curtíssimos.

Na noite de abertura, será exibido Mindenki, dirigido por Kristóf Deák, curta-metragem húngaro vencedor do Oscar em 2017.

Os curtíssimos brasileiros concorrem a troféus – desenvolvidos pelo artista plástico Miguel Simão – em cinco categorias: Curtíssimo Nacional, Curtíssimo de Brasília, Originalidade, Animação e Júri Popular. Todos os vencedores recebem também R$ 600.

Em 21 de abril, quando se comemora o 57º aniversário de Brasília e os 30 anos do reconhecimento da capital brasileira como patrimônio da humanidade pela Organização das Nações Unidas para Educação, a Ciências e a Cultura (Unesco), o Lobo Fest exibe oito curtas-metragens brasilienses, parte deles inéditos na cidade e que refletem aspectos contemporâneos da Capital Federal.

Dois longas brasileiros estreiam no Lobo Fest. Celebrado também em 21 de abril, o Dia de Tiradentes reverbera dentro do festival com a exibição do longa-metragem Joaquim, dirigido por Marcelo Gomes, sobre uma passagem da vida do inconfidente. O filme foi exibido na edição mais recente do Berninale. Já o documentário brasiliense Flor do Moinho, de Erika Bauer, sobre Dona Flor, raizeira e parteira que vive no Povoado do Moinho, próximo a Alto Paraíso (GO), será projetado no sábado, 22 de abril.

Para contribuir também com a formação técnica de profissionais e interessados em audiovisual, o festival promove, em 20 e 21 de abril, uma oficina sobre correção de cor com o renomado colorista Ely Silva.

Ao longo do Lobo Fest, ocupam o foyer do Cine Brasília atividades como lançamentos de livros e bate-papos para discutir assuntos referentes aos curtas visto na tela, além de questões sobre produção, difusão, exibição e as novas possibilidades dos festivais nos dias de hoje. No exterior do cinema será montada uma área de convivência com a participação do 5uinto Bar e sua equipe de DJs, food trucks e feira sustentável com cosméticos naturais, produtos do cerrado e design com materiais reutilizados.

Os curtas-metragens brasileiros em competição em 2017 foram escolhidos dentre 450 inscritos de 12 estados brasileiros e do Distrito Federal. A comissão de seleção foi composta pelo jornalista Ulisses de Freitas, pela professora Lavínia Aguilar e pela cineasta, professora e produtora de cinema Josiane Osório, idealizadora e diretora do Festival Internacional de Filmes Curtíssimos.

Produzido no Brasil pela Tábata Films & Entertainment em parceria com a produtora francesa Nanosphère Productions, o Festival Internacional de Filmes Curtíssimos exibiu, ao longo de oito edições, mais de 1700 produções, entre brasileiras e estrangeiras. O festival reuniu um público estimado em 38 mil pessoas. A esse número, somam-se mais 8 mil espectadores das mostras itinerantes no Distrito Federal.

Realizado em Brasília pela primeira vez em 2008, o Festival Internacional de Filmes Curtíssimos tem como objetivo apresentar ao público da capital brasileira a pluralidade de temáticas, estéticas e narrativas do universo dos curtas-metragens e estimular a produção local. Mais do que uma etapa na carreira profissional de diretores e equipe técnica, o curta é um formato constantemente adotado pelos interessados em praticar a experiência audiovisual. Com as facilidades tecnológicas surgidas em anos recentes, a produção de curtas aumentou exponencialmente, assim como o acesso, via internet, a essas criações. O festival funciona como uma janela para esses filmes, viabilizando sua exibição em tela grande e possibilitando seu alcance e reconhecimento fora do ambiente virtual.

A partir da programação do Cine Brasília, o Lobo Fest – 9º Festival Internacional de Filmes Curtíssimos fará exibições itinerantes em outras regiões administrativas do Distrito Federal em abril e setembro: Núcleo Bandeirante, Taguatinga, Sobradinho, Riacho Fundo e Lago Oeste.

Lobo Fest – 9º Festival Internacional de Filmes Curtíssimos

De 20 a 23 de abril, no Cine Brasília (EQS 106/107 Sul). Entrada franca. Confira programação completa, sinopses e classificação indicativa dos filmes em lobofest.com.br.

Programação

20 de abril (quinta-feira)

20h: exibição de 12 curtíssimos internacionais e do curta-metragem húngaro Mindenki, de Kristóf Deák

21 de abril (sexta-feira)

10h: Mostra Infanto-Juvenil Magia e Encantamento: 10 curtas-metragens franceses de animação
14h: Mostra Curtas de Brasília: Fantasmas cidade fantasma, A vida tem dessas coisas, Lugar de gente feliz, Mundo das cores, Quixote – A lei do mais forte, Isso não é um cachimbo, A casa do príncipe perfeito e O homem que não cabia em Brasília
17h: exibição do longa-metragem Joaquim, de Marcelo Gomes
17h30: Bate-papo com realizadores de curtas brasilienses
18h: Lançamento dos livros: O cinema como refúgio da escrita, Maldita Animação Brasileira e Catálogo do Festival Internacional de Filmes Curtíssimos – 2008-2015
19h: Mostra Competitiva Curtíssimos de Animação: 22 curtíssimos
20h: Mostra Competitiva Nacional de Curtíssimos – Parte 1: 19 curtíssimos
21h: Animamundo: 18 curtíssimos internacionais

22 de abril (sábado)

10h: exibição do longa-metragem francês de animação Adama
14h: Mostra Do Outro Lado do Espelho: Mamães, Sob os teus dedos, Um grande silêncio, O mês do amigo – Um comédia com atletas e A noiva de Frankenstein
16h: Mostra Veias Abertas: longa-metragem A terra e a sombra, de César Acevedo
17h: Bate-papo sobre festivais de cinema no Brasil
17h45: Bate-papo sobre questões agrárias
18h: Exibição do longa-metragem Flor de Moinho (seguido de bate-papo com a diretora Erika Bauer)
19h: Mostra Competitiva Nacional de Curtíssimos – Parte 2: 18 curtíssimos
20h: Mostra Competitiva Nacional de Curtíssimos – Parte 3: 18 curtíssimos
21h: Exibição de três curtas resultantes da oficina Formação do Olhar
21h30: Premiação

23 de abril (domingo)

15h: MUMIA – Mostra Udigrudi Mundial de Animação: seis curtas
16h: Mostra Veias Abertas: longa-metragem Gente de Bem, de Franco Lolli
18h: Mostra NY Portuguese Short Film Festival: cinco curtas portugueses
19h: Mostra Narrativas do Mundo: 21 curtíssimos internacionais
20h: Mostra Narrativas Ousadas: 17 curtíssimos internacionais

 

Assessoria de imprensa (para atendimento prévio e exclusivo de jornalistas):
Pedro Brandt: (61) 9 9906-3317 / pedrobrandt81@gmail.com